Alunos da Roberto Miranda Educação Corporativa em visita técnica ao Hilton

Posted by on Set 6, 2012 in Arquitetura, Hotelaria | 0 comments

Um dos grandes diferenciais da Roberto Miranda Educação Corporativa é que durante todo o curso, os alunos são colocados em contato direto com o mercado. Seja através da expertise de nossos professores, ou através de visita técnica proporcionada pelas aulas. Além, é claro das Extensões Internacionais programadas como esta em Paris.

A intenção é proporcionar aos alunos essa vivência na prática, trazendo as novidades da área, a observação e aprendizado das melhores práticas e as mais provocantes visões e insights. Em agosto, nossos alunos foram levados a uma dessas visitas pelo professor Victor Almeida, ao Hilton Hotel, que é Diretor de Patrimônio do estabelecimento e na Roberto Miranda Educação Corporativa, ministra aulas nos cursos de MBA – Gestão em Hotelaria de Luxo® e na Pós-Graduação em Arquitetura Hoteleira®.

Em depoimento, o professor Almeida contou os detalhes desta visita ao blog:

“A visita foi feita dia 28/08 e foi iniciada pelo “back of the house”, visitamos em primeiro lugar o 4º SS onde fica localizado o “coração” do hotel. Visitamos a sala de CFTV (circuito fechado de TV) onde, além dos monitores e sistema de segurança por imagem do hotel, fica localizado também o painel principal de detecção e alarme contra incêndio, sendo este um posto 24 horas muito importante para a segurança das pessoas e do patrimônio“.

No tour, que destacou essa necessidade dos sistemas de segurança, os alunos tiveram ainda a oportunidade de visitar os sistemas de distribuição de água do Hilton: “Em seguida visitamos a Central de água Gelada (CAG) onde ficam os equipamentos responsáveis pela distribuição da água gelada do sistema de ar condicionado, o que é fundamental para hotel. Nos encaminhamos em seguida para a Subestação elétrica onde a energia recebida em 34.000 volts é transformada para 380/220V, e distribuída através de seus painéis para as demais áreas. A Central de água Quente (CAQ) foi a próxima parada, onde nesta área estão instaladas as geradoras de água quente (boilers) responsáveis pela água quente de todo o hotel”, explica o professor.

Finalizando esta parte dos bastidores do hotel, os alunos foram para a casa de bombas: “No 5º SS visitamos a casa de bombas, onde temos as bombas de recalque da água de consumo dos hóspedes e as bombas de incêndio, que também são muito importantes para a segurança do Hotel”.

Destaques para o aprendizado

Professor Victor Almeida, Diretor do Patrimônio do Hilton

Aqui, o professor Victor Almeida revela um pouco do que quis mostrar aos alunos: “Durante esta visita sempre foram principalmente observados os pontos críticos de fluxo e áreas necessárias para a melhor construção de um hotel, como largura de corredores, área de armazenamento, área para shafts e salas de máquinas e equipamentos”.

Ao final do dia, todos foram levados para a visita a 2 apartamentos do Hilton: “Escolhemos visitar um apartamento regular e o outro, uma suíte,  onde todos puderam ver como são as instalação e acabamentos destes apartamentos. O grupo todo se mostrou muito interessado e disposto, o que realmente incentiva uma visita como esta“.

 

 

 Para ver mais fotos da visita ao Hilton, acesse o álbum completo em nossa página do Facebook.

Read More

Conheça La Mamounia – hotel de luxo em Marraquexe

Posted by on Set 4, 2012 in Arquitetura, Hotelaria | 0 comments

Hoje a seção “Construções de Luxo” vai mostrar o encantador e surpreendente hotel de luxo La Mamounia, em Marraquexe, no Marrocos.

O local é considerado um pedaço histórico da cidade, pois o La Mamounia  foi construído em 1923 pelos arquitetos Henri Prost e Antoine Marchisio por encomenda da Companhia de Caminho de Ferro. Na época, foi inaugurado com 50 quartos e hoje, após algumas reformas, o hotel tem 210 quartos, 71 suítes e três riads cada um com três quartos, salões marroquinos e piscina privada.

Os hóspedes podem apreciar também o spa de 2500 m2 com produtos locais como o ghassoul (argila especial muito utilizada em Marrocos), sabão negro, água de flor de laranjeira, água de rosas e óleo de argão.  Há ainda o Bar Churchill, bar americano do hotel criado nos anos 1970, um local diferenciado que se destaca do restante do hotel, pelas paredes vermelhas e fotos de cantores de jazz.

Como falamos, o hotel passou por diversas obras e esteve fechado por três anos, quando reabriu em 2009. Na ocasião, foi descoberto a maravilhosa arte do artista plástico francês, Jacques Majorelle, datado do início do século XX. Porém, talvez a maior surpresa fique por conta da beleza dos jardins ao redor.

Alexandre Padro Coelho, que descreve o hotel em seu artigo “Sonhos de luxo nos jardins encantados de Marraquexe”, expressa sua visão sobre o local:

Como tudo no hotel, esse momento foi pensado para ser uma experiência. Filme de Hollywood? Conto das Mil e Uma Noites? Numa coreografia que se repete mil vezes ao longo do dia, dois porteiros de esvoaçantes capas brancas e luvas abrem o primeiro conjunto de portas. Logo de seguida, novo conjunto de portas e mais outros dois porteiros, integralmente de branco, a abri-las do interior do hotel.

No átrio, ainda estamos a tentar perceber o espaço e já nos oferecem a bebida tradicional de boas-vindas em Marrocos: leite de amêndoas fresco, com um pouco de açúcar e água de rosas. E também uma tâmara, como se fôssemos viajantes que atravessaram o deserto e encontram finalmente um oásis que os acolhe.

 

Para ler o texto de Coelho na íntegra, acesse aqui.

Read More

Roberto Miranda assessora hotel de luxo em Campos do Jordão

Posted by on Ago 7, 2012 in Hotelaria | 0 comments

O reitor Roberto Miranda iniciou recentemente mais uma assessoria hoteleira, no empreendimento WeHotel . Inaugurado em julho desse ano, o hotel fica a 700 metros de Capivari, em Campos do Jordão (SP), e conta com nove suítes exclusivas, mas em uma segunda etapa o hotel poderá chegar a 40 unidades habitacionais.

De forma inovadora, a assessoria batizou o conceito do hotel como Celebration Hotel, visando atender a evolução do consumidor de viagens de luxo no Brasil, como explica Miranda:

A universidade do luxo e os estudos internacionais desenvolvidos por nossos alunos e docentes possibilitaram criar um comparativo entre a evolução do mercado de viagens de luxo na Rússia e na China e o que ocorrerá no Brasil. O consumidor brasileiro está sedento por comemorar suas conquistas e está celebrando, como nunca fez antes”, destaca.

O empreendimento foi todo pensado para gerar uma atmosfera de celebração da vida e das conquistas pessoais e isso inclui os melhores equipamentos, amenities e o mais alto grau de conforto que se pode comprar.

A proprietária do hotel, Oksana Marrar, enfatiza: “Fizemos questão da consultoria pessoa de Roberto Miranda, o que nos agregou logo de início um diferencial competitivo muito grande e a possibilidade de realizar eventos permanentes no hotel”.

Conheça o WeHotel: http://www.wehotel.com.br

Leia mais em: Roberto Miranda é contratado pela Rede Tivoli 

Read More

O futuro da hotelaria

Posted by on Jul 24, 2012 in Hotelaria | 1 comment

A consultoria de turismo Mapie em conjunto com a Universidade de Málaga na Espanha divulgou um estudo que aponta alguns caminhos para o futuro da hotelaria no Brasil. No documento, internacionalização e a gestão são as principais perspectivas para investimentos na indústria nacional.

Para a sócia-diretora da Mapie, Carolina Sass Haro, a necessidade de internacionalização vem com a demanda por projetos mais ousados e voltados para as futuras gerações:

Algumas marcas de hotéis internacionais ainda fazem falta por aqui, pois estimulam este processo. Não temos, por exemplo, nenhuma marca asiática. Além do mais, o Brasil merece projetos mais ousados e inovadores, com hotéis mais emblemáticos e conceitos diferenciados. Temos que considerar também que os hotéis de hoje são pensados para a geração atual e não atendem as necessidades dos próximos profissionais e líderes. Há que se implantar um novo conceito de hotelaria“, explica.

O estudo indica ainda que o país está atrasado não só em relação aos países mais desenvolvidos, mas também perde em comparação com os emergentes China e Índia. A defasagem seria quanto aos conceitos de produtos, na inovação e na implantação de metodologias de gestão. De acordo com a executiva, a indústria hoteleira atual terá que mudar para ser competitiva mundialmente e, um dos caminhos deve ser a valorização do capital relacional, um ativo intangível na hotelaria, mas que faz parte dos principais geradores de novos negócios e oportunidades.

“Mesmo as redes hoteleiras mais estruturadas não utilizam sistematicamente ferramentas de gestão para integrar dados regionais ou estaduais, ou mesmo potencializar sua rede de network e tirar o máximo de proveito dos conhecimentos individuais existentes em cada organização”, diz Carolina. “A adequação das capacitações dos colaboradores, principalmente quando a gestão do conhecimento não está estruturada, também deve ser um investimento paralelo para transmitir esse conhecimento para a equipe como um todo”, completa.

Fonte:  Revista Hotelaria

Read More

Qual o diferencial da Hotelaria de Luxo?

Posted by on Jul 12, 2012 in Hotelaria | 2 comments

A Roberto Miranda Educação Corporativa oferece o exclusivo MBA Gestão em Hotelaria de Luxo®, destinado a empresários e profissionais que têm interesse em desenvolver seus conhecimentos no mercado mundial de hotelaria de luxo.

Atualmente muito tem se discutido sobre o que classifica um hotel como um estabelecimento de luxo. O especialista em hotelaria, Mário Cezar Nogales, em seu artigo E seu meio de hospedagem… É de luxo? aposta no serviço para responder o que seria um hotel de luxo:

“Um meio de hospedagem de luxo ou alto luxo, não tem muito a ver, apesar de necessário, com o mobiliário ou com paredes e pisos estupefactantes, isto na verdade é para “inglês ver”, muitas vezes são acomodações simples, porém com um forte e abastado serviço é que realmente demonstra se seu empreendimento é de luxo ou superluxo.”

Em recente matéria para a revista Magazine For You, nosso reitor Roberto Miranda também escreveu sobre hotelaria de luxo, que foi reproduzido em nosso blog aqui.  Miranda também entende que o atendimento e a experiência proporcionados por estes hotéis é hoje um dos grandes diferenciais do luxo:

“Serviço de quarto e concierge exclusivos; chefs e gastronomia internacionais; roupa de cama e ameneties de importantes grifes compõem as áreas de descanso e de lazer. Ícones de beleza e bem-estar, decoração e design assinados por profissionais de renome, suítes com hidromassagem, programas de lazer inusitados e outros detalhes completam o cenário das diárias que vão além do alto padrão”.

Muito mais do que se obter 5 estrelas, o alto luxo tem que respeitar um padrão. O The Leading Hotels of the World, maior associação de hotéis de luxo no mundo, avalia seus hotéis filiados com um questionário que destaca, mais uma vez ele: o serviço do estabelecimento. Na busca de um padrão de luxo, o empresário Nicolas Peluffo, à frente do resort Ponta dos Ganchos, listou quatro aspectos que considera essenciais.

- Infraestrutura “deve atender a um determinado padrão de qualidade e conforto, o que varia de acordo com a proposta, o conceito e até a localização do estabelecimento”;

- Serviço “eficiente, atento, personalizado”;

- Gastronomia “deve buscar suas raízes e sua personalidade com coerência, a fim de evitar um menu demasiado exótico, mas ainda assim mantendo presente o elemento cultural local”;

Autenticidade “significa que o viajante contemporâneo quer viver experiências diferentes em cada lugar, por isso, o esforço de grandes cadeias de luxo para tentar adaptar suas propriedades a cada destino, sem perder a identidade principal da marca”.

É como já falamos em outros artigo aqui do blog, hoje os consumidores de luxo querem experiências, produtos e serviços altamente personalizáveis. Peluffo complementa:

“Esses aspectos, que podemos chamar de técnicos, são o que dão suporte à questão mais importante quando se fala em luxo: a emoção. O luxo, ou a predisposição de alguém a pagar por um determinado produto ou serviço , é uma questão meramente etérea, sujeita à interpretação de cada um. Esse benefício é interpretado como uma elevada sensação de aproveitar a vida, o que, em suma, nos remete novamente ao início de todo esse conceito: a hotelaria de luxo hoje busca oferecer experiências que, de alguma forma, enfatizem os melhores aspectos da vida.”

Read More