Niemeyer e sua arquitetura hoteleira

Posted by on Dez 13, 2012 in Arquitetura, Hotelaria | 0 comments

Oscar Niemeyer fez história na arquitetura mundial e a arquitetura hoteleira não ficou de fora das  suas curvas em concreto que tornavam seu estilo inconfundível.

Grande Hotel – Ouro Preto

Em 1938, o governo de Minas Gerais decidiu construir um hotel em Ouro Preto para incrementar o turismo na cidade. A elaboração do projeto arquitetônico ficou a cargo do SPHAN (Serviço do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional). O arquiteto do estado sugeriu diversos projetos, todos em pesado estilo barroco. Em uma de suas viagens, o então jovem Oscar Niemeyer o acompanhou e, sem compromisso, desenhou à mão livre a silhueta de um prédio para o hotel. Depois de apresentada, chamou a atenção de todos pela independência das idéias e, especialmente, pela autenticidade do projeto. Ao invés de imitar o barroco, criava a marca de ser um projeto novo, em um contexto barroco, contrastando assim com a arquitetura colonial do século XVIII.

Assim o órgão público passou a adotar, a partir daí a postura de não imitar o barroco em projetos novos e sim utilizar projetos que tenham a identidade da época de sua concepção, em contraste com o existente. A construção do Grande Hotel foi concluída em 1944 com sua escada curvada e grandes janelas de vidro contrastando com os casarões antigos.

 

 

Hotel Tijuco – Diamantina

Em 1950, Juscelino Kubitschek convidou o amigo Niemeyer para elaborar o projeto de um hotel em   Diamantina, já antevendo seu futuro turístico. O arquiteto soube equilibrar leveza e imponência sobre colunas elegantes em compasso invertido. Mesmo tendo dado ao Hotel Tijuco um porte majestoso, Niemeyer criou a impressão da construção ser inclinada, como se o prédio fosse eternamente prostrado ao casario barroco que tem aos pés.

 

 

Conjunto hoteleiro – ilha da Madeira, Portugal

Nos anos 1960, Oscar Niemeyer concebeu o projeto para um conjunto de hotel, cassino e centro de congressos em Funchal, capital da ilha atlântica da Madeira, que acabou por ser concretizado cerca de dez anos depois e é a sua única obra construída em Portugal.

A arquitetura hoteleira do edifício do hotel é ainda hoje o de maior volumetria hoteleira em Portugal. É um maciço extenso, circular, de oito pisos, em que a orientação e os pilotis permitem a clara visibilidade do horizonte, com o mar e as encostas da ilha, em simultâneo, na mira de todos os quartos.

Read More

Construções de Luxo: London Bridge Tower

Posted by on Jul 10, 2012 in Arquitetura | 0 comments

2012 parece ser mesmo o ano das grandes construções de luxo. Depois de ser considerado um bom ano, com crescimento para o setor de hotéis de luxo, e o Japão inaugurar a maior torre do mundo , é a vez de Londres apresentar seu feito.

A London Bridge Tower, também conhecida como “The Shard” (em português, caco de vidro), é um projeto do italiano Renzo Piano, com 309,6 m de altura. Para se ter uma ideia, a torre japonesa possui 634 metros de altura. No projeto, 72 andares de um prédio multiuso. Do térreo ao 33º piso, ela será ocupada por escritórios e restaurantes, enquanto o Shangri-La Hotel e Spa ocupará do 34º ao 52º pavimento, com 200 suítes. Os últimos andares abrigarão galerias e mirantes.

Os andares mais concorridos – e caros – vão do 53º ao 65º, onde 10 apartamentos de alto luxo estão à venda por preços que variam entre 37 e 62 milhões de euros.

Alguns detalhes impressionantes da torre:
- vista panorâmica de 360° para a cidade;
- os apartamentos avistam o mar nos dias de céu limpo, quando a visão alcança até 66 km a distância;
- mais de 95% dos materiais de construção utilizadas durante a obra são recicláveis;
- entre estes materiais, estão os quase 11 mil painéis de vidro de sua fachada, que totalizam uma área equivalente a oito campos de futebol;
- São ao todo 44 elevadores para que os visitantes possam circular pelo edifício.

Aprecie este incrível projeto no vídeo abaixo:

Fonte: Casa Vogue

 

Read More

Artefacto B&C sedia palestra sobre arquitetura hoteleira

Posted by on Mar 29, 2012 in Arquitetura | 0 comments

Para apresentar a nova Pós Graduação Arquitetura Hoteleira® a Roberto Miranda Educação Corporativa promove um coquetel na Artefacto Beach&Country, em São Paulo, no dia 10 de abril. Experts em construção e arquitetura hoteleira estarão presentes e receberão informações sobre um curso exclusivo no setor de turismo e hotelaria.

Entre arquitetos, engenheiros e decoradores que buscam informações sobre a arquitetura hoteleira no mercado brasileiro, o Diretor da América Latina de Implantação de Hotéis da Accor,Paulo Mancio, ministrará uma palestra sobre o tema “Arquitetura Hoteleira e a Perspectiva da Construção de Hotéis no Brasil nos Próximos Anos”. O Gerente de Engenharia do Hotel Hilton de São Paulo, Vitor Almeida, docente da instituição, marca presença tirando dúvidas sobre o programa do curso exclusivo, junto ao reitor da escola Roberto Miranda.

A Pós Graduação Arquitetura Hoteleira®

A proposta desta pós-graduação é suprir uma necessidade crítica de adequação dos projetos arquitetônicos aos padrões de desempenho que o mercado exige. Professores dos cinco continentes abordam, entre outros tópicos, Projetos de Hotéis Econômicos e de Luxo, Hotéis Verdes, Projetos de Acessibilidade, Coordenação de Obras. Uma extensão internacional programada para coincidir com a Feira Internacional de Milão 2014, a mais importante do segmento, com visitas técnicas ao Hotel Armani e a grandes escritórios de arquitetura mundiais.

As aulas começam no dia 5 de maio e os interessados poderão se inscrever no evento da Artefacto Beach&Country com condições especiais e ainda concorrem a uma extensão internacional em Milão.

Artefacto Beach&Country
Data: 10 de abril de 2012
Av. Brasil, 1823 | Jardim América / São Paulo (SP)

Confirme sua presença pelo Linked In – Palestra: Perspectivas da Construção de Hotéis no Brasil

Read More